Como limpar ferro de passar?

Print Friendly

Pessoal,

Esses dias percebi que meu ferro de passar roupas estava todo meio sujo com uma camada escura nele… e percebi também que ele acabava passando essa camada para determinadas roupas.

Não sei o motivo: se é por tempo de uso ou se passei algo que tinha alguma estampa (mas não me recordo)… achei realmente muito estranho pois uso o mesmo ferro há 3 anos e meio, o pobre coitado já tá todo remendado hehehe mas amo ele então fui atrás de dicas para limpá-lo ao invés de comprar um novo.

Alguém aí com ferro sujo também!? Mãos a obra então!!!

O que você precisa

– 1/2 copo de água
– 1/2 copo de vinagre branco
– 1 esponja macia

Como fazer

- Misture a água com o vinagre branco e com o morno (mas DESLIGADO DA TOMADA, tomem cuidado) mergulhe a esponja nesta solução e passe no seu ferro com o lado macio da esponja (aquele amarelinho da esponja comum que todos usamos em casa).

Pode ser que você precise de mais de uma passada, no meu caso passei com força 3 vezes e só então saiu… mas também saiu TUDINHO! Top e simples a dica né?!

ec

Hora por em prática!

Bios,

Enfim Casada: O primeiro Blog feito para recém-casadas e novas donas de casa.

Você também pode gostar de:



Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Cuidados com a Água sanitária

Print Friendly

Pessoal,

Vocês sabiam que uma criança exposta a água sanitária corre 20% a mais de risco que ter uma gripe? Segundo estudo publicado no periódico britânico “Occupational & Environmental Medicine”, a exposição das crianças a eles aumenta os riscos de problemas respiratórios e infecções. Para alcançar esse resultado, os pesquisadores analisaram a exposição à água sanitária de mais de 9.000 crianças entre seis e 12 anos, de três países diferentes –Holanda, Finlândia e Espanha. 

2

No estudo, os pais responderam a um questionário sobre o número de vezes e o intervalo com que os filhos tiveram gripe, amigdalite, sinusite, bronquite, otite, pneumonia e outras infecções, no último ano. Os pesquisadores também questionaram se eles usavam água sanitária para limpar suas casas, pelo menos, uma vez por semana. O uso de alvejante à base de cloro era comum na Espanha –72% dos pais afirmaram utilizar o produto na faxina– e raro na Finlândia, apenas 7% dos familiares utilizavam esse item em casa.

1

Depois de levar em conta outros fatores, como o fumo passivo em casa, a educação dos pais e o uso de água sanitária para limpar as instalações escolares, os resultados indicaram que as crianças que viviam em casas limpas com alvejantes à base de cloro tinham infecções e problemas respiratórios com mais frequência do que as que não eram expostas ao produto. Os pesquisadores obtiveram os mesmos resultados nos três países participantes do estudo. O risco de ter gripe era 20% maior e de ter amigdalite 35% superior nas crianças que viviam em ambientes limpos com água sanitária. Da mesma forma, o risco de ter infecções recorrentes foi 18% maior entre as crianças cujos pais, regularmente, limpavam a casa com alvejante à base de cloro.

3

Segundo os autores do estudo, o uso em excesso desse produto de limpeza pode danificar o revestimento das células do pulmão, provocando inflamações e facilitando a entrada de vírus e bactérias causadores de infecções. Uma dica é reduzir o uso de água sanitária, substituindo por produtos caseiros contendo suco de limão e vinagre, como já falamos em posts anteriores.

Fiquem ligados!

Beijos

Enfim Casada: O primeiro Blog feito para recém-casadas e novas donas de casa.

Você também pode gostar de:



Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Escorredor de louças – qual o melhor e como limpar

Print Friendly

Pessoal,

Embora o escorredor de louças seja um dos objetos mais utilizados em uma cozinha, nem sempre as pessoas sabem ou lembram-se de limpá-lo. Duráveis, esses utensílios acabam sendo negligenciados durante a lavagem da louça ou mesmo da faxina, pois fazem parte da rotina de higienização. Mas a manutenção periódica é necessária, afinal, ficam em um ambiente úmido e sujeito a contaminações e à proliferação de bactérias.

4

Na hora da compra muita gente também se pega em dúvida diante da farta oferta de materiais, cores e modelos, que fazem dos escorredores um elemento decorativo capaz de imprimir personalidade e charme à cozinha. Todavia, a durabilidade e a capacidade de acomodar a louça produzida pela família não podem ser esquecidos durante a escolha desse acessório.

Quantidade de louça - Ao escolher o escorredor de louças, primeiro analise o tamanho da pia e os hábitos dos usuários. Sua família é grande e realiza muitas refeições em casa? Então você precisará de um modelo capaz de comportar um volume maior de itens, provavelmente de dois andares. Lembre-se que o escorredor não deve comportar apenas pratos, mas também copos, talheres, e, eventualmente, panelas e travessas. Agora, se você mora sozinho ou tem pouco espaço disponível, optar por modelos mais compactos ou dobráveis é a escolha coerente.

2

Tipologia - Em função das características da cozinha, existe a possibilidade de o escorredor ser um modelo de pia ou parede. Suspensos, esses últimos são práticos e ajudam a economizar espaço na bancada. Mas, atenção: escorredores de parede precisam de cuidados durante sua instalação: use parafusos nas dimensões exigidas pelo modelo, evite a fixação por pregos e ao fazer os furos, certifique-se de que não há encanamentos naquela porção da parede.

Para quem tem uma cozinha mais compacta, alternativas são os dobráveis, que ficam abertos na pia e, após o uso, podem ser fechados e guardados no armário.

asker-system

Matérias-primas - Embora a maior parte dos escorredores seja de aço inox e de plástico, há uma variedade considerável de matérias-primas utilizadas na produção desses utensílios. Para quem prioriza durabilidade e um visual tradicional, os modelos metálicos tendem a agradar. Para os que gostam de cor e de uma aparência mais moderna, os feitos de plástico (polipropileno, normalmente) são boas opções.

Assim como aconteceu com as tábuas de carne, o bambu surge como alternativa para a estruturação de escorredores. Menos durável que o aço inox, o material tem a vantagem de contar com a proteção antimicrobiana.

1

Manutenção e desinfecção - A manutenção do escorredor varia em função do material do qual o utensílio é feito. O ideal é que o escorredor seja limpo diariamente com água e sabão e mantido seco após o uso. Para preservar a vida útil do objeto, evite o uso de produtos ácidos ou solventes.

Limpe os modelos de aço inoxidável com detergente neutro e esponja macia, pois embora o material seja bastante resistente, tende a riscar com facilidade. Após a lavagem, sempre que possível, enxágue o produto com água quente e seque-o imediatamente, para que o brilho original seja mantido.

8

No caso do bambu, para nutrir as fibras e conservar a cor natural, aplique uma camada fina de óleo mineral (encontrado em farmácias) com a ajuda de um pano seco e limpo, duas ou três vezes ao ano. E, qualquer que seja o material estrutural, mantenha os escorredores em locais arejados.

Se o escorredor, em função do seu design, favorecer o acúmulo de água em sua base, é possível que exista a proliferação de bactérias e fungos. E neste contexto há o risco de contaminação dos utensílios e, consequentemente, de infecções como gastroenterites, que causam dores abdominais, diarreias e vômitos.

3

Para evitar tais problemas, recomenda-se a desinfecção semanal do escorredor. Para isso, dilua um copo (200 ml) de água sanitária (hipoclorito de sódio a 2,5%) em quatro copos de água (800 ml). Deixe o utensílio imerso nessa solução por uma hora e, após o procedimento, enxágue e seque o objeto normalmente.

Gostaram da dica? Acho que ninguém nunca tinha pensado nisso!

Beijos

Enfim Casada: O primeiro Blog feito para recém-casadas e novas donas de casa.

Você também pode gostar de:



Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Limpando eletrodomésticos amarelados

Print Friendly

Pessoal,

Ganhei o dia com a minha mãe! Em questão de segundos resolvi o problema dela: o amarelado da geladeira!

Não é de ser uma geladeira velha não, é porque bate sol na cozinha, e então a geladeira ficou amarela. Sabe aquela diferença de cor que dá entre um componente e outro? parece que uma parte é mais branca, e a outra parte é muito mais amarela que a outra. Bom, fiz algumas pesquisas e encontrei a solução!

Primeiro eu  limpei a parte amarela com um pano e água morna e coloquei sobre o amarelado o bicarbonato de sódio e com a parte amarelinha da esponja esfreguei levemente. Até melhorou um pouco, mas ainda havia um contraste do amarelado com o branco da geladeira.

Depois adicionei 300ml de água oxigenada (vol 40) e 1 colher de Vanish. Em uma vasilha, juntei com a parte de água morna, e com luva a parte amarela da bucha, esfreguei essa solução na parte amarelada!

Dá uma olhada no antes e depois desta dica, fica INCRÍVEL!

ANTES:

1 (2)

DEPOIS:

 

3 (2)

CUIDADO: se você esfregar sobre o logo, vai ficar sem brilho! 

Gostaram da dica? É ótima, rápida e barato!!!!

Enfim Casada: O primeiro Blog feito para recém-casadas e novas donas de casa.

Você também pode gostar de:



Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

 Page 1 of 184  1  2  3  4  5 » ...  Last » 

Mantido por Absoluto Web.