Maio 242020

Como Funcionam as Cotas

Em breve será realizada mais uma edição do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem 2020. Os estudantes que participarão do exame poderão acompanhar abaixo a relação do Enem com o Sistema de Seleção Unificada e informações importantes sobre as Cotas Sisu 2021. O Enem, como todos já sabem, é a porta de entrada para o ensino superior do país, principalmente na rede pública, já que a grande maioria das instituições seleciona seus candidatos através do Sisu 2021, que utiliza as notas obtidas no exame para classificar os candidatos.
O Sisu teve sua primeira edição em 2010, quando selecionou os candidatos de acordo com os seus desempenhos obtidos no Enem 2009, que foi a primeira edição do Novo Enem.
Em agosto de 2012 uma significativa mudança foi implementada nas regras do Sisu: a lei nº 12.711, conhecida como a Lei de Cotas. Com a aprovação da Lei, o MEC – Ministério da Educação atualizou as regras do Sisu, justamente para se adequar à Lei de Cotas. A Lei prevê que parte das vagas em instituições públicas
seja reservada a cotistas, que são os candidatos que cursaram o ensino médio integralmente em escolas públicas.
De acordo com a Lei de Cotas, em 2013 pelo menos 12,5% das vagas em instituições públicas deveriam ser reservadas aos cotistas. Este percentual deveria ser ainda maior nos anos seguintes: 25% em 2014 e 37,5% em 2018. Em 2019 o percentual de vagas reservadas chega ao seu teto, conforme disposto na Lei, de 50%, ou seja, pelo menos 50% das vagas das instituições devem ser reservadas para as Cotas Sisu 2020.

Como Funciona?

No momento da inscrição Sisu o candidato deverá escolher se concorrerá às vagas em Ampla Concorrência ou às vagas reservadas, que são ainda divididas em subgrupos, de acordo com critérios de renda familiar e também de cor e raça (pretos, pardos e indígenas). Dessa forma, serão cinco grupos:

– Ampla Concorrência;
– Candidatos que tenham cursado o Ensino Médio integralmente
em escola pública, que tenham renda familiar de até um salário mínimo e meio
por pessoa e que se declarem pretos, pardos ou indígenas;
– Candidatos que tenham cursado o Ensino Médio integralmente
em escola pública, que tenham renda familiar de até um salário mínimo e meio
por pessoa, independente da raça;
– Candidatos que tenham cursado o Ensino Médio integralmente
em escola pública e que se declarem pretos, pardos ou indígenas, independente
da renda familiar por pessoa;
– Candidatos que tenham cursado o Ensino Médio integralmente
em escola pública, independente da raça e da renda familiar por pessoa.

Datas e Inscrições

As inscrições estarão disponíveis em janeiro, após a divulgação dos resultados do Enem 2019. Para se inscrever no Sisu 2021 o estudante deverá acessar o
site oficial do sistema, disponível no endereço eletrônico, e informar Número de Inscrição e Senha do Enem 2019. Cada candidato pode escolher até duas opções de curso e será realizada apenas uma chamada pelo sistema. Aqueles que não forem selecionados na primeira chamada deverão participar da Lista de Espera do Sisu
2021
e acompanhar o andamento das convocações junto das instituições participantes, que são as responsáveis pela seleção dos candidatos a partir da
segunda chamada.
Lembramos que os candidatos que se inscreverem para as vagas de Cotas Sisu 2020 deverão comprovar as informações prestadas, sob pena de eliminação do sistema.
fev 132020

Como concorrer a bolsa integral de estudos

A Associação Cultural Brasil-Estados Unidos Acbeu, centro cultural binacional, está com as inscrições abertas até a próxima quarta-feira, 25, para os interessados em concorrer a uma bolsa integral do curso English3 (English Cubed), que visa preparar alunos de graduação para o Programa Ciência sem Fronteiras, do Governo Federal. Para participar da seleção é necessário ter nível intermediário de inglês. Além de preencher o formulário disponível no endereço eletrônico http://www.acbeubahia.org.br/outros/English3_Applicationform.doc, o estudante precisa levar os seguintes documentos: histórico escolar de 2011 (que comprove a matrícula, o período que o aluno está cursando e as notas com o seu desempenho acadêmico) em curso superior de tecnologia nas áreas indicadas no descritivo do programa Ciência sem Fronteiras; comprovante do resultado no Exame Nacional do Ensino Médio Enem, com pontuação mínima de 600 pontos; comprovante de renda dos pais e também do candidato à bolsa de estudos, caso trabalhe.
Conheça o programa Educa Mais Brasil 2021 e saiba
como realizar cursos com bolsas de estudos de até 70%, sendo esses cursos desde o nível básico até a pós-graduação, não perca essa oportunidade incrível.
As inscrições Educa Mais podem ser realizadas pelo site oficial do programa, basta que você
escolha o curso desejado e informe os seus dados de forma correta.
A duração do curso é de 15 semanas, sendo 10 horas de aulas semanais. As inscrições podem ser feitas nas secretarias da Acbeu Pituba, Vitória e Magalhães Neto, das 8h às 18h. O conteúdo programático será dividido entre preparatório para o Toefl, com 60 horas, vida acadêmica nos Estados Unidos, com 30 horas, e técnicas de redação, com 60 horas. O curso incluirá componentes presenciais e on-line, onde o estudante deverá obter uma participação de no mínimo 80% para receber seu certificado de conclusão. As aulas vão começar na primeira quinzena de maio.
Outras informações falar com Magnólia Santos pelo telefone (71) 3340-5400.
nov 192018

Faça sua faculdade e comece a pagar após se formar

Faça sua faculdade e comece a pagar após se formar com o FIES, financiamento estudantil da Caixa. A Caixa como  sempre disponibiliza várias possibilidades bastante interessantes para pessoas de baixa renda no Brasil, e desde o ano de 1999 os  brasileiros já podem contar com o  FIES (Financiamento Estudantil), sendo assim agentes financeiros deste tipo de programa que atuam diretamente na área de  inclusão social e inclusive até hoje é o principal financiador deste tipo de  fundo.

O FIES foi criado para substituir o programa existente de crédito educativo, e já financiou milhares de jovens gerando bilhões de reais em renda financiada para os usuários.

Todas as instituições existentes particulares de ensino superior devem realizar uma adesão ao FIES cadastrando assim seus dados juntamente a Caixa, bem como os cursos para bacharelado, licenciatura, graduação tecnológica, que tiverem contado com uma avaliação positiva no ENAD a cada processo de seleção.

Além de tudo isto, nos cursos que foram obtidas notas equivalentes de 1 ou 2 é possível contar com um cadastramento que seja vinculado a todo o cumprimento existente de determinações citadas do Ministério da Educação, possibilitando assim uma boa melhoria de desempenhos acadêmicos.

A CEF exige fiadores para realizar a inscrição FIES. E no
caso da fiança convencional os estudantes apresentam até mesmo dois nomes que possam tornar os seus dados cadastrais avaliados. E com isto na fiança solidária alguns grupos de três a cinco estudantes beneficiados pelo processo do FIES acabam se comprometendo a honrar as dívidas quando um dos alunos do grupo acabarem se tornando inadimplentes por exemplo.
Vale citar que o número de vagas existentes nos níveis
fundamental e médio cada vez mais tem crescido, e em alguns estados o ensino médio já acabou sendo universalizado, e por isso toda a demanda por vagas nas
faculdades também vem aumentando. É justamente no ensino superior que toda a iniciativa privada responde por um maior número de vagas existentes, um equivalente a 67% dos universitários brasileiros estuda em instituições particulares, e por este motivo o FIES e a Caixa tem um papel bem importante no desenvolvimento e no investimento da educação em todo o nosso país.
out 252018

Dicas de como escrever uma boa redação

Muito em breve o MEC – Ministério da Educação divulgará as primeiras informações sobre o Exame Nacional do Ensino Médio – Enem 2021. Neste artigo os estudantes que pretendem participar poderão entender a Correção da Redação do Enem 2021. Confiram:

As inscrições do Enem 2021 estarão disponíveis já em maio e poderão ser efetuadas somente através da internet, e exclusivamente no site oficial do exame ().

As provas serão aplicadas no mês de outubro, já que 2019 não se trata de um ano eleitoral. As datas exatas da aplicação das provas serão divulgadas em breve pelo MEC, através do Cronograma do Enem 2019.

Serão aplicadas no primeiro dia (sábado) as provas de Ciências da Natureza e Ciências Humanas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha. A duração das provas no primeiro dia é de quatro horas e trinta minutos.

Já no segundo dia (domingo) serão aplicadas 45 questões de Matemática e outras 45 de Linguagens e Códigos, além da aguardada Redação do Enem 2019. Por conta da aplicação da redação a duração das provas no segundo dia será de cinco horas e trinta minutos.

Muitos estudantes não entendem ou não conhecem e buscam antes mesmo da aplicação das provas como é feita a Correção da Redação do Enem 2021. Veja abaixo como funciona:

Entenda a Correção da Redação

No Enem cada texto é avaliado por dois corretores, que têm a função de atribuir uma nota de 0 a 200
pontos em cada uma das cinco competências abaixo:

  • Domínio da norma padrão da língua portuguesa;
  • Compreensão da proposta de redação;
  • Seleção e organização das informações;
  • Demonstração de conhecimento da língua necessária para argumentação do texto; e
  • Elaboração de uma proposta de solução para os problemas abordados, respeitando os valores e considerando as diversidades socioculturais.

A nota final da redação do Enem 2021 é a média aritmética da pontuação total dada pelos dois corretores, exceto em casos em que há discrepância entre as duas notas.

Considera-se discrepância a divergência de notas atribuídas pelos avaliadores quando elas diferirem, no total, por mais de 100 pontos ou a diferença for superior a 80 pontos em qualquer uma das cinco competências.

Neste caso a redação será avaliada por um terceiro avaliador e a nota final será a média aritmética das duas notas totais que mais se aproximarem.

Porém se a discrepância ainda continuar depois da terceira avaliação a redação será avaliada por uma banca composta por três professores, que atribuirá a nota final do participante.

O que você acha da Correção da Redação do Enem 2021? Deixe seu comentário abaixo. Boa sorte!