nov 192018

Faça sua faculdade e comece a pagar após se formar com o
FIES, financiamento estudantil da Caixa.
A Caixa como  sempre
disponibiliza várias possibilidades bastante interessantes para pessoas de
baixa renda no Brasil, e desde o ano de 1999 os 
brasileiros já podem contar com o FIES
(Financiamento Estudantil), sendo assim 
agentes financeiros deste tipo de programa que atuam diretamente na área
de  inclusão social e inclusive até hoje
é o principal financiador deste tipo de 
fundo.
O FIES foi criado para substituir o programa existente de crédito
educativo, e já financiou milhares de jovens gerando bilhões de reais em renda
financiada para os usuários.
Todas as instituições existentes particulares de ensino
superior devem realizar uma adesão ao FIES cadastrando assim seus dados
juntamente a Caixa, bem como os cursos para bacharelado, licenciatura,
graduação tecnológica, que tiverem contado com uma avaliação positiva no ENAD a
cada processo de seleção.
Além de tudo isto, nos cursos que foram obtidas notas
equivalentes de 1 ou 2 é possível contar com um cadastramento que seja
vinculado a todo o cumprimento existente de determinações citadas do Ministério
da Educação, possibilitando assim uma boa melhoria de desempenhos acadêmicos.
A CEF exige fiadores para realizar a inscrição FIES. E no
caso da fiança convencional os estudantes apresentam até mesmo dois nomes que
possam tornar os seus dados cadastrais avaliados. E com isto na fiança
solidária alguns grupos de três a cinco estudantes beneficiados pelo processo
do FIES acabam se comprometendo a honrar as dívidas quando um dos alunos do
grupo acabarem se tornando inadimplentes por exemplo.
Vale citar que o número de vagas existentes nos níveis
fundamental e médio cada vez mais tem crescido, e em alguns estados o ensino
médio já acabou sendo universalizado, e por isso toda a demanda por vagas nas
faculdades também vem aumentando. É justamente no ensino superior que toda a
iniciativa privada responde por um maior número de vagas existentes, um
equivalente a 67% dos universitários brasileiros estuda em instituições
particulares, e por este motivo o FIES e a Caixa tem um papel bem importante no
desenvolvimento e no investimento da educação em todo o nosso país.    


Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *